• Postado em: 3 de junho de 2020

Prefeito Roberto Cláudio apresenta balanço das ações de combate à Covid-19 aos vereadores de Fortaleza


O prefeito Roberto Cláudio apresentou um balanço das ações desenvolvidas pela administração municipal durante a pandemia causada pelo coronavírus em reunião virtual, nesta terça-feira (02/06), com os vereadores da Câmara Municipal de Fortaleza. A videoconferência contou com a presença do vice-prefeito Moroni Torgan, do secretário de Governo, Samuel Dias, e de 37 parlamentares.

Em sua apresentação, Roberto Cláudio ressaltou uma tendência de queda de demanda na procura pelos serviços de saúde em postos, UPAs e hospitais da rede. “Nos postos, tivemos três semanas com uma tendência de queda. Já nas UPAs e hospitais municipais, a média de pacientes que demandaram internação caiu claramente nas duas últimas semanas”, garantiu. Também houve redução nos casos confirmados, estimativas de casos e número de óbitos.

É a partir da evolução dessas estatísticas que, segundo o Gestor, será determinada a continuidade ou não da retomada das atividades econômicas no Município, que teve início nesta segunda-feira (01/06).

Para Roberto Cláudio, o achatamento da curva em Fortaleza se dá graças ao trabalho desenvolvido pela administração na saúde e também em iniciativa de proteção social e econômica. Além do isolamento social, medida tomada em parceria com o Governo do Estado fundamental para que a diminuição da demanda ocorresse.

Os dados demonstram a participação da população no isolamento social em pontos como demanda de transporte público e volume do tráfego. “Eu diria que Fortaleza vai ter experiência diferente em relação a muitas capitais do Brasil. O que estamos vivenciando é um achatamento da curva de casos e de óbitos mais precoce. Isso se deve ao isolamento antecipado e a população tem contribuído muito”, declarou.

O levantamento da Prefeitura aponta uma baixa de 20% da demanda regular do transporte público. E, nos últimos sete dias, houve uma redução de quase 51% no fluxo de carros na Cidade.

Ações de saúde

O Prefeito abordou os cuidados com o acolhimento de pacientes na atenção primária e as melhorias implementadas na rede. “Antecipamos o chamamento no programa de contratação de médicos e adicionamos 155 profissionais. A gente criou o Protocolo de Identificação de Risco, que demandou o aumento do contrato de laboratórios, além da implantação de oxímetros de pulso em todos os postos para identificar o paciente com risco maior”, informou.

Ele avaliou também a campanha de vacinação contra a H1N1. “Batemos recorde de adesão. Chegamos a vacinar em mais de 200 locais e fizemos vacinação domiciliar em mais de 30 mil residências, além do drive thru no início da campanha”, disse.

Para redução da gravidade da doença, Roberto Cláudio destacou a recomendação de tratamento precoce. “A gente tá hoje com mais de 300% de aumento no uso de Prednisona e Azitromicina em relação à época pré-Covid-19. Isso pode sinalizar essa queda do número de pacientes graves chegando à UPA”, afirmou.

Roberto Cláudio aproveitou para anunciar a abertura de novos postos. “A gente abriu uma unidade nas Goiabeiras e está abrindo, na primeira quinzena de junho, o posto na Alameda das Palmeiras. Vamos abrir outro na sede da Coordenadoria de Desenvolvimento Familiar (CDFAM) da Universidade Federal do Ceará (UFC), também em junho”, revelou.

Ele destacou a expansão de leitos e equipes em hospitais e UPAs municipais durante a pandemia. As unidades hospitalares tinham 1.056 leitos e foram abertos mais 656. Nas UPAs o número de leiutos saltou de 90 para 260.

Durante a reunião, realizada a convite da Frente Parlamentar de Enfrentamento ao Coronavírus da Câmara Municipal, o Prefeito também falou sobre os leitos de acolhimento que estão sendo preparados no Centro de Formação Olímpica (CFO), em uma parceria da Prefeitura, Governo do Estado, Fundação Itaú e Iprede. “Depois de uma negociação, o Governo cedeu o CFO e haverá a abertura de 200 leitos de acolhimento”.

Proteção social e econômica

Quanto às ações de Proteção Social e Econômica, Roberto Cláudio destacou os programas Todos de Máscara, Renda em Casa, os kits de alimentação e scolar e o Comida em Casa, que vem alimentando mais de 108 mil famílias. Houve também ações voltadas para os profissionais da cultura.

A administração municipal também tem trabalhado junto às pessoas em situação de rua. E, em mais uma parceria com o Governo do Estado, a Prefeitura ficou responsável pelo cadastro e entrega do Vale-Gás.

Segundo Roberto Cláudio, todo trabalho tem sido pautado pela transparência e isso foi reconhecido pelo Instituto de Transparência Internacional que classificou Fortaleza como o 4º município de maior transparência no uso de recursos públicos.

Adiamento da 1ª parcela do 13º salário dos servidores

Roberto Cláudio anunciou que a Prefeitura não pagará a primeira parcela do 13º salário dos servidores, neste mês de junho. Segundo ele, a gestão municipal vai avaliar a situação das finanças públicas mês a mês. Mas Roberto Cláudio assegurou que o pagamento 13º está garantido ainda neste ano. “Nós estamos com o dinheiro contingenciado do 13º salário. Há um cenário de incertezas econômicas, cenário de gastos em saúde que a gente não tem noção de limites deles”.