• Postado em: 30 de abril de 2020

Postos de saúde de Fortaleza oferecem nova estrutura assistencial a partir desta quinta-feira (30/04)


A Prefeitura de Fortaleza fortalece, a partir desta quinta-feira (30/04), o protocolo assistencial direcionado a pessoas com diagnóstico sugestivo ou confirmado de Covid-19. Para garantir a internação precoce de pacientes que demandem maiores cuidados, seis postos de saúde estão  equipados e integrados a hospitais municipais e estaduais de referência instalados na Cidade.

A medida é mais uma estratégia no enfrentamento ao novo coronavírus. Vale destacar que todos os 113 postos de saúde de Fortaleza já contam com oxímetros para auxiliar o diagnóstico precoce no comprometimento pulmonar dos pacientes.

Os seis postos de saúde estão distribuídos em cada Regional da Cidade e contarão também com ambulâncias à disposição para o encaminhamento dos pacientes. A iniciativa otimizará a regulação entre unidades de saúde e desafogará as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

“A partir de protocolos bem estabelecidos, iremos identificar quais pacientes devem se internar. Confirmada a necessidade da internação, a transferência direta do paciente será precocemente realizada para garantir assistência hospitalar adequada. Para isso, as seis Unidades terão ambulâncias à disposição”, esclareceu o prefeito Roberto Cláudio.

As seis unidades realizarão eletrocardiogramas e estarão equipadas com estrutura laboratorial, onde serão realizados exames via SWAB para a detecção da Covid-19. A estrutura fortalece os protocolos assistenciais previamente estabelecidos pela Prefeitura.

Nesse sentido, considerando as possíveis complicações respiratórias provenientes da Covid-19, a atenção primária vem monitorando, com os oxímetros, a saturação de oxigênio no sangue de pacientes que procuram atendimento apresentando os primeiros sintomas de infecção causada pelo novo coronavírus.

“Estudos científicos mostram que, desde os primeiros sintomas da infecção pelo novo coronavírus, já pode haver dificuldade respiratória e comprometimento pulmonar. Se identificarmos precocemente algum grau de sofrimento do pulmão, podemos agir de forma mais eficaz, seguir protocolos e encaminhar o paciente do posto de saúde à unidade hospitalar para internação. Com isso, o desfecho clínico pode ser modificado para melhor”, reforçou o Prefeito.

infográfico com endereço de postos