• Postado em: 20 de março de 2020

Prefeito Roberto Cláudio anuncia mais leitos de UTI e seleção pública de médicos para enfrentamento do Coronavírus


Durante a reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus, no Paço Municipal, nesta quinta-feira (19/03), o prefeito Roberto Cláudio monitorou ações e anunciou novas iniciativas para o combate ao Covid-19 na Capital cearense.

“Já havíamos anunciado a decisão de, na segunda quinzena de abril, abrirmos 44 novos leitos de UTI no IJF2 e, em maio, mais 30, totalizando 74. Assim, aumentamos a capacidade no equipamento para assistir principalmente aos pacientes de risco. Nossa equipe da saúde identificou que, em um cenário de maior emergência, podemos adaptar boa parte da torre do IJF2 para que ela seja uma torre de serviço de UTI, dando uma capacidade de 175 leitos do tipo só no IJF2”, anunciou Roberto Cláudio.

Seleção pública em caráter de urgência para mais médicos

Também foi anunciada seleção público para novos médicos que devem atuar no combate à epidemia. “Faremos seleção pública de urgência para garantir a contratação de profissionais preparados e com experiência em UTI, para poder fazer funcionar todos esses leitos novos”, informou Roberto Cláudio explicou que a seleção acontece pela impossibilidade de realização de concurso público durante o período de crise e que outro concurso será realizado no segundo semestre.

Apelo aos cidadãos para cumprimento da quarentena

Após o recebimento de alguns vídeos de fortalezenses frequentando espaços de alta concentração de pessoas, o Prefeito fez um apelo aos cidadãos. “Estamos tendo a oportunidade, ao longo desses quatro dias, de evitar a disseminação do Corona. Recebi imagens de bares e restaurantes lotados. É importante a consciência de cada um de nós. O isolamento social é a melhor forma de prevenir uma epidemia grave”, ressaltou.

21 postos em funcionamento neste final de semana

Joana Maciel, secretária da Saúde, lembrou ainda que, em regime especial, 21 postos de saúde funcionarão neste final de semana (21 e 22/03) para atender demanda espontânea da população de 8 às 17h.

– Regional I: Carlos Ribeiro e Floresta
– Regional II: Irmã Hercília, Rigoberto Romero, Miriam Porto Mota, Flávio Marcílio e Sandra Nogueira
– Regional III: Anastácio Magalhães e Licínio Nunes
– Regional IV: Luís Costa e Parangaba
– Regional V: Maciel de Brito, Paracampos, José Walter, Argeu Herbster e Ronaldo Albuquerque
– Regional VI: Messejana, Melo Jaborandi, Alarico Leite, Jangurussu e Edmar Fujita

Novos prazos de validade de receitas e dispensação de medicamentos

Segundo Joana, será ampliada a validade de receitas de uso contínuo de seis para 12 meses, além da dispensação de medicação para 60 dias, ao invés de 30, para pessoas com mais de 60 anos de idade. Aqueles com mais de 80 anos receberão os medicamentos em casa.

Campanha de vacinação

A titular da SMS Joana Maciel reforçou a importância da adesão da população à primeira fase da campanha nacional contra a gripe. A imunização começa nesta segunda-feira (23/03) e prossegue até 23 de maio, nas salas de vacinação dos 113 postos de saúde da Capital. A primeira fase da campanha tem como público-alvo idosos (a partir de 60 anos) e trabalhadores da área da saúde.

“Aqueles com mais de 80 anos, serão vacinados em casa. São 26 equipes para a demanda, que farão a entrega do medicamento de uso contínuo e vacinação em casa. Se a pessoa não tiver, é importante que faça seu cadastro no posto de saúde. Ele pode ser feito por qualquer familiar no posto mais próximo, com comprovante de residência e documento de identidade, e serve para que você possa ter acesso a esse serviço em casa”, esclareceu.

Quem deve ou não procurar o sistema de saúde em caso de suspeita de Coronavírus

Joana também deu orientações sobre quando procurar assistência médica. “Se você for jovem, tiver febre baixa, tosse e ou nariz obstruído, não precisa procurar o serviço de saúde. Fique me casa, em repouso, até que os sintomas desapareçam. No entanto, se você é do grupo de risco, idoso, com alguma patologia e tiver qualquer sintoma, mesmo que leve, deve procurar o serviço de saúde”, afirmou.