• Postado em: 18 de março de 2020

Prefeitura realiza ação de combate às arboviroses nos bairros Vicente Pinzón, Mucuripe e Cais do Porto


Até o final deste mês, a Prefeitura de Fortaleza intensifica, por meio da Secretaria Regional II, as ações de combate ao Aedes aegypti nos bairros Vicente Pinzón, Mucuripe e Cais do Porto. As visitas acontecem sempre no período da manhã, no horário das 08h às 13h.

Ao todo, 70 agentes de endemias estão participando da ação, que tem como meta visitar 10 mil imóveis. Durante as visitas, os Agentes Comunitários de Endemias (ACE) orientarão os moradores a evitarem acúmulo de água em latas, embalagens, pneus velhos, vasos de plantas, caixas d’água, cisternas, sacos plásticos, lixeiras, entre outros. Na ocasião, haverá ainda aplicação de larvicidas, identificação e eliminação dos focos.

Também como forma de prevenir o índice de infestação do mosquito uma operação conjunta entre a Coordenadoria de Conservação e Serviços Públicos da Secretaria Regional II, Coordenadoria Especial de Proteção e Defesa Civil e Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) realizou a desobstrução e recuperação das tampas das caixas coletoras de água pluvial, como também a remoção dos resíduos sólidos depositados irregularmente na parte inferior do Morro Santa Terezinha. O lixo acumulado nesses locais estava impedindo o escoamento da água pluvial, ocasionando alagamento durante as chuvas. Esse acúmulo de água é propício para a proliferação das larvas do mosquito.

De acordo com Ferruccio Feitosa, titular da Secretaria Regional II, o combate ao mosquito Aedes aegypti tem que ser um trabalho conjunto entre a população e o poder público. “A população deve armazenar o lixo em sua residência até o dia da coleta. Depositar lixo em local inadequado pode causar alagamentos, como também colaborar com a proliferação de diversas doenças. Temos que nos unir nesta luta”, afirma o Secretário.

Ao longo dos anos de 2018 e 2019, também em decorrência de diversas ações preventivas, o cenário epidemiológico da Capital apresentou uma significativa queda no número de casos de arboviroses registradas, incluindo dengue, zika e febre chikungunya.

A população de Fortaleza pode solicitar vistorias ou realizar denúncias de possíveis focos do mosquito pelo telefone 156. Os moradores da Regional II de Fortaleza podem denunciar também por meio da Ouvidoria do órgão: (85) 3241.4802.