• Postado em: 18 de março de 2020

SMS realiza treinamentos a profissionais das UAPS sobre coronavírus


A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realizou, na tarde desta terça-feira (17/03), uma formação para profissionais dos 113 postos de saúde do município sobre o novo coronavírus. O treinamento foi realizado no auditório da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (COVIS) e teve como foco apresentar o fluxo de atendimento para casos suspeitos e tirar outras dúvidas como calendário de vacinações, atestados, funcionamento de tratamentos contínuos, distribuição de medicamentos, entre outros.

A formação, dividida em duas turmas, cada uma com representante de três regionais, contou com dois representantes por unidade de saúde, sendo eles médicos, dentistas e enfermeiros. Eles foram escolhidos por serem considerados profissionais de referência dentro da unidade. “Esses profissionais são multiplicadores. Eles vão nos ajudar a repassar as informações oficiais da SMS aos outros funcionários das unidades de saúde”, explica Rômulo Fernandes, coordenador do Programa Médico Fortaleza.

Além de repassar as informações, os profissionais treinados irão ajudar a organizar os fluxos de atendimento dentro das unidades e organizar a escolha dos profissionais que ficarão em contato direto com casos suspeitos. Eles também serão referência para a SMS em relação ao repasse de quaisquer outros comunicados e informações sobre o COVID 19. As informações do treinamento, além de serem transmitidas através destes profissionais de referência, também serão disponibilizadas em plataforma online, incluindo slides e vídeos do treinamento.

Atendimento nas UAPS

Os postos de saúde continuam com o atendimento das 7h às 19h, de segunda a sexta. De acordo com a 5ª versão do plano de contingência municipal, o profissional Técnico de Enfermagem deverá, no momento imediato da recepção do paciente com sintomas gripais, avaliar se há critérios para classificação como caso suspeito de infecção por SARS-CoV-2. Caso haja critérios para definição de caso, o paciente deverá manter a máscara cirúrgica que lhe foi entregue na entrada do posto e ser encaminhado para local isolado, onde será avaliado, classificado o risco e encaminhado para unidade adequada para realização de atendimento clínico e coleta de swab.