• Postado em: 3 de março de 2020

Plano de contingência do novo coronavírus é apresentado à equipe da SMS


Foi apresentado na manhã desta terça-feira (03/03) o plano de contingência do novo coronavírus. A reunião contou com a presença de gestores da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e foi direcionada aos gestores de hospitais e coordenadores dos postos. O objetivo da apresentação foi organizar as ações de prevenção e controle para o enfrentamento do vírus na rede de saúde municipal.

As ações são focadas nas áreas de comunicação, vigilância em saúde e suporte laboratorial, tendo por finalidade monitorar e prevenir precocemente e evitar comoção entre a população, de acordo com a secretária adjunta Ana Estela. Para auxiliar nessa prevenção, foram destacadas a difusão da toilete respiratória – que inclui o hábito de lavar as mãos, utilizar álcool em gel e evitar espirrar e tossir nas mãos – através dos canais de comunicação da Prefeitura e internamente para o público da SMS.

Além disso, o coordenador de assistência farmacêutica, Magno Sampaio, explicou os critérios de usos dos Equipamentos de Proteção Individual como máscaras cirúrgicas, jalecos, luvas e aventais, e ressaltou que é necessário evitar o uso indiscriminado da máscara N95, FFP2, ou equivalente, devendo ser utilizada apenas ao realizar procedimentos geradores de aerossóis. 

Em relação aos procedimentos nos atendimentos nas unidades de saúde, o Coordenador das Redes de Atenção Primária, Rui de Gouveia, detalhou o passo a passo dos protocolos desde a chegada do paciente à unidade de saúde até uma possível coleta da amostra. Caso o paciente tenha viajado a algum país com transmissão local do vírus ou tenha tido contato com alguém recém viajado a estes locais, além dos sintomas característicos do COVID-19, deverá ser notificado imediatamente a vigilância epidemiológica e encaminhado ao Hospital São José (R. Nestor Barbosa, 315 – Parquelândia), onde será realizada a coleta de swab.

De acordo com Antônio Lima, gerente da sala de Vigilância Epidemiológica, o plano pode ser modificado nos próximos dias à medida que a situação mudar ou que novas informações sobre o vírus surgirem. Além disso, a previsão é de que a UAPS Matos Dourado, no bairro Edson Queiroz, passe a receber os encaminhamentos de casos suspeitos do coronavírus até o fim desta semana.

COVID-19

Notificado em dezembro do ano passado, o COVID-19 é um vírus que causa infecções respiratórias e tem como sintomas febre, tosse e dificuldade de respirar, podendo levar a pneumonia e até a morte. A letalidade do coronavírus é considerada baixa se comparada a outros vírus respiratórios como o SARS e o MERS. No entanto, a transmissibilidade é bem mais elevada, o que acaba ocasionando um maior número de mortes, já que mais pessoas são infectadas.