• Postado em: 14 de janeiro de 2020

Prefeito Roberto Cláudio apresenta ações estratégicas preventivas para a quadra chuvosa 2020


A Prefeitura de Fortaleza elaborou um plano prevenção para a quadra chuvosa 2020, tendo por base ações estratégicas de monitoramente, limpeza, infraestrutura, contigência e estruturação das unidades de saúde. A proposta, fruto do trabalho de um comitê intersetorial, foi apresentado pelo prefeito Roberto Cláudio em coletiva de imprensa nesta terça-feira (14/01). “A atividade desse comitê, que se reúne o ano inteiro, é de preparação para a estação chuvosa. Inclui o conjunto de ações que acontecem, também, na época seca do ano. Por exemplo, de agosto até dezembro já foram objeto de limpeza mais de 100 canais e lagoas, mais de 8 mil bocas de lobo, tudo para minimizar danos da chuva”, informou Roberto Cláudio.

A partir da proposta, a Prefeitura pretende, além de prevenir, garantir a melhoria na capacidade de resposta do Município. Segundo Roberto Cláudio, a Prefeitura inicia o ano com os contratos de pavimentação já fechados, assim como o planejamento das ações emergenciais de drenagem. Além disso, o estoque da Defesa Civil está garantido. “Para, em caso de emergência, termos as respostas necessárias para enfrentá-la”, ressaltou o Prefeito.

O trabalho da Prefeitura inclui ações de limpeza de recursos hídricos, de desobstrução de canais e bocas de lobo. Em 2019, foram limpos 101 recursos hídricos e 8.232 bocas de lobo, totalizando 20.235 toneladas de resíduos descartados incorretamente, além de 47.094 toneladas de matagal no entorno desses locais. Ainda foram podadas 13.673 árvores, sendo 6.027 de agosto a dezembro de 2019. Já quanto às árvores recolhidas, houve um total de 346 no ano todo, sendo 103, de agosto a dezembro.

Também foi elaborado um Plano de Contingência, dividido em quatro pontos: diagnóstico de possíveis áreas inundáveis, com avaliação predial e notificações de edificações; equipamentos utilizados pela Defesa Civil (redes, lonas, cestas básicas e outros itens); suporte de prédios públicos para eventuais abrigamentos temporários; política de abrigamento (abrigos solidário e público e programa de locação social).

Para cuidar dos possíveis pacientes acometidos por doenças ocasionadas pelas chuvas, a Prefeitura reestruturou as unidades de saúde para prestação de assistência especializada, que agora contará com 24 postos com enfoque nesse tipo de atendimento.

Ainda neste ano, está sendo desenvolvida a maior política de ações de novas drenagens na Cidade, com o investimento de mais de R$ 600 milhões, que solucionará problemas históricos do tipo.

Segundo Renato Lima, titular da Coordenadoria Especial de Articulação das Secretarias Regionais (Coareg), com o início da quadra chuvosa, o trabalho é reforçado. “Ao logo da quadra chuvosa, de janeiro a junho, estamos nos preparando para intensificar as intervenções para desobstrução da rede de drenagem urbana na Cidade e a intervenção em 156 canais, lagoas e recursos hídricos para minimizar os impactos da chuva”, disse.

A expectativa é que, de acordo com as previsões compartilhadas pelo presidente da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Eduardo Sávio Martins, na última semana de janeiro e nas duas primeiras de fevereiro, Fortaleza conte com uma maior intensidade de precipitações. O quadro chuvoso para os demais meses de 2020 será compartilhando ainda neste mês pelo Órgão.

Em caso de emergência, o cidadão deve contatar a Defesa Civil através do número 190, que funciona 24h por dia, todos os dias da semana.