• Postado em: 12 de dezembro de 2019

Prefeito Roberto Cláudio entrega Medalha Dragão do Mar ao Corpo de Bombeiros


O prefeito Roberto Cláudio entregou, na tarde desta terça-feira (10/12), no Paço Municipal, a Medalha Dragão do Mar ao Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará, como forma de reconhecimento pelo trabalho de resgate das vítimas do desabamento do Edifício Andréa, ocorrido no dia 15 de outubro, em Fortaleza.

A comenda, outorgada pela primeira vez, é um reconhecimento por atos de bravura e feitos heroicos praticados por servidores públicos pertencentes às esferas municipal, estadual e federal que, em fatos notórios, tenham demonstrado dedicação à causa pública, espírito de sacrifício, abnegação, coragem e que, por estas virtudes postas à prova em caso concreto, tenham atuado em situações de extrema necessidade e perigo iminente em prol de preservar a vida do cidadão fortalezense.

Na ocasião, além do Corpo de Bombeiros, também receberam a comenda representantes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), da Defesa Civil, da empresa Tecnolife, dos profissionais de saúde e do Edifício Victor VII.

Roberto Cláudio assinou, no evento, o Projeto de Lei que garante a isenção de dívidas do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) aos proprietários dos imóveis do Edifício Andréa. Posteriormente, o Prefeito e o governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, anunciaram que o terreno onde estava o Edifício Andreia será desapropriado pela Prefeitura. O espaço vai receber, por meio do Governo do Estado, obras de urbanização e um novo quartel do Corpo de Bombeiros, de modo a promover o fortalecimento das ações de resposta e atendimento do serviço.

“O Corpo de Bombeiros deu uma demonstração de heroísmo, de competência e eficiência. Creio que se o povo cearense já tinha respeito pelo Corpo de Bombeiros, esse fato fez ultrapassar qualquer expectativa que a gente tinha de resposta da instituição numa situação de emergência”, afirmou o Prefeito.

Camilo Santana reforçou que o Corpo de Bombeiros é uma das instituições mais respeitadas pela sociedade. “Quero agradecer essa homenagem muito merecida e dizer que aquele episódio foi um aprendizado para todos nós que estivemos envolvidos direta e indiretamente, mas a maior lição foi a solidariedade humana, que é o que nós precisamos hoje: fraternidade, acolhimento e olhar para as pessoas que estão mais próximas de nós”, declarou.

Para o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Luiz Eduardo Holanda, o episódio mostrou a solidariedade do povo cearense. “Os bombeiros estiveram à frente da operação, mas na verdade, a operação traduziu o amor e a solidariedade dos 9 milhões de cearenses. A gente divide, com muito orgulho, essa comenda com cada cearense que de forma direta ou indireta nos ajudou naquela missão tão difícil”, pontuou.

Sobre o novo quartel, o comandante-geral afirmou que o equipamento irá otimizar o tempo-resposta do serviço do Corpo de Bombeiros. “Nós precisávamos de um quartel naquela região, que é extremamente verticalizada, e vai possibilitar que a gente deixe uma escada mecânica para ocorrências em edificações elevadas no coração da Aldeota, melhorando nosso trabalho naquela região da Cidade.”

Sobre Dragão do Mar

A medalha entregue leva o nome de Dragão do Mar, como era conhecido Francisco José do Nascimento, por seus atos de coragem e bravura e heroísmo que marcaram suas lutas abolicionistas, sendo considerado o maior herói a favor da libertação dos escravos no Ceará.

Em 25 de março de 1884, o pescador e marinheiro, também conhecido como Chico da Matilde, afirmou que a partir daquela data não se embarcavam mais escravos nos portos do Ceará. Assim era decretada a abolição da escravatura no Ceará, quatro anos antes da promulgação da Lei Áurea, em 1888.

A atitude de Dragão do Mar é inspiração para atitudes de grandes homens e mulheres que até hoje se destacam no cenário nacional e no Ceará.